Cheiro de erva mate

O cheiro da erva mate
me lembra você.

Pode ser que eu me mate
se não encontrar você

Não que me mate de verdade
me mata a vontade de matar a saudade
e ir correndo te ver

Me mato no porre
mato a sede com um gole

E na ressaca a
cabeça maltrata

mas a saudade só morre
quando encontro você.


Amanhã, vamos  nos ver?

Anúncios

Um beijo, um trago

Era doce o nosso amargo
um beijo, um trago, um beijo, um trago….

Carinho, carinho…
copos vazios, roupas no chãos: corpos suados.

Cabelos, pêlos, cheiros
um ofegante apertar de mãos


Relaxa, respira
não ver o tempo passar…


Esperar o dia dormir abraçados
formando um cê.

Andanças

De nada adianta ter os olhos abertos se a mente for fechada
Um coração que só bate, não serve para nada
A cabeça que só pensa, não tem serventia
Um braço só é braço quando dá um abraço
Não é preciso sofrer pra encontrar a alegria.

Falta de opção

O pato que pega o rato
fugiu do gato
conseguiu
sua refeição

Lá vem a moça trabalhadeira
Sonha com a vida inteira
só de diversão

O moleque franzino
jogou com os meninos
perdeu o tampo do dedão

O velho que não é tão velho
só é velho
por falta de opção

A cidade que dorme tarde
há de ter criatividade
pois o sono um dia bate, não no verão