Cheiro de erva mate

O cheiro da erva mate
me lembra você.

Pode ser que eu me mate
se não encontrar você

Não que me mate de verdade
me mata a vontade de matar a saudade
e ir correndo te ver

Me mato no porre
mato a sede com um gole

E na ressaca a
cabeça maltrata

mas a saudade só morre
quando encontro você.


Amanhã, vamos  nos ver?

Anúncios

Um beijo, um trago

Era doce o nosso amargo
um beijo, um trago, um beijo, um trago….

Carinho, carinho…
copos vazios, roupas no chãos: corpos suados.

Cabelos, pêlos, cheiros
um ofegante apertar de mãos


Relaxa, respira
não ver o tempo passar…


Esperar o dia dormir abraçados
formando um cê.